- °C
Comunidade

Tragédia destrói família portuguesa em Sussex

|

Foto: Reprodução

783 casaFamiliaPortuguesa preview

Casa da família portuguesa em Twickenham


(LONDRES) Por Marta Barbosa - A polícia britânica não tem dúvida que o cidadão português Adelino Figueira de Faria, 57 anos, matou a mulher Laura, de 47 anos, e depois jogou o próprio carro em um penhasco de 170 metros de altura na costa sul da Inglaterra, matando também os dois filhos do casal, um de 7 e outro de 10 anos.



As mortes aconteceram no domingo (4), e deixaram perplexa a comunidade portuguesa. Não há informações do que pode ter motivada tamanha tragédia.


O corpo da mulher Laura, cuja nacionalidade ainda não foi confirmada, foi encontrado por volta das 6 da tarde da segunda-feira (5), na casa da família em Twickenham com lesões de arma branca.



Uma denúncia anônima teria levado a polícia até a casa onde a família residia há pouco mais de um ano. Horas antes na mesma segunda-feira, o carro do casal e os corpos do marido e das crianças foram localizados a 140 quilômetros dali, em Birling Gap, uma encosta com muitos penhascos, perto de Eastbourne. É comum registros de suicídio naquela região, conhecida pelas falésias brancas de calcário.



Os corpos de marido, mulher e filhos passam por autópsia, mas a polícia britânica não trata o caso como suspeito. Autoridades portuguesas estão em contato com a polícia da Inglaterra e um inquérito policial foi aberto, mas a polícia adianta ser um caso de triplo homicídio seguido de suicídio, ainda que faltem explicações para a motivação, parece trata-se de mais uma triste tragédia familiar.



Casa colocada à venda


A casa no bairro londrino de Twickenham estava alugada e pertence a uma polaca que não conhecia o casal. O imóvel de dois andares, avaliando em 800 mil libras, foi colocado à venda. Os vizinhos prestaram homenagens, depositando flores e cartões no portão. Mas quase ninguém nas redondezas sabia quem realmente eram Adelino e Laura. O casal era conhecido como simpático, porém reservado.